Dicas de mãe

Introdução Alimentar

1
Preparação das papinhas (Foto: By Mânia Silva)

Olá mamães…Vou compartilhar com vocês hoje como foi a introdução alimentar do Théo, meu baby. Iniciamos aos 6 meses, pois foi quando retornei ao trabalho e ele não toma leite na mamadeira, só amamenta (até hoje) e come muiitta comidinha que a mamãe prepara.

A introdução foi com muito sucesso, ele amou todas as verduras utilizadas nas papinhas, ele só não gosta muito mas mesmo assim eu insisto e de papinhas doces/ de frutas.

As primeiras papinhas eu liquidifiquei, sabe-se que não é o correto, porém fiz só a primeira assim, pois nós mães temos aquele medo dos bebês se engasgar pois é uma prática nova para eles. Mas deu tudo certo ao final e hoje em dia eu só amasso no prato.

“A papa deve ser amassada, sem peneirar ou liquidificar, para que sejam aproveitadas as fibras dos alimentos e para que fique na consistência de purê.”

Pois bem…como eu disse, eu retornei ao trabalho e acabo tendo pouco tempo para certas atividades em casa, pois já chego ás 19:30 em casa e até cortar as verduras e cozinhar as papinhas vai um tempo e o Théo acaba jantando tarde.

Então comecei a fazer PRODUÇÃO DE PAPINHAS para estocar no congelador por 10 dias.

E tharannnn…deu muiiito certo!!!

Chego só descongelo em banho maria e deuuu….comidinha pronta.

Segue o passo a passo do nosso jeitinho de fazer e armazenar as papinhas.
Verduras que utilizo:
Cenoura
Abóbora
Batata salsa
Mandioca
Beterraba
Peito de frango Korin- Que é criado sem hormônio
Inhame
Espinafre
Chuchu
Salsinha, Alho e cebola para temperar
Azeite de oliva e pouco sal.

Modo de Fazer:
Lavo as verduras e pico. Coloco 1 fio de azeite e douro primeiro o peito de frango korin. Feito isso, coloco o alho ralado, sal e cebola e em seguida toda a verdura já picada, refogo e coloco água até cobrir as verduras. (Tem a opção de cozinhar as verduras em banho maria também). Cozinhei algumas verduras e o espinafre separados por opção minha, mas pode cozinhar todos juntos se preferirem.
Após cozidos bati no liquidificador, em seguida coloquei em formas de gelo, cobri com plástico filme e levei ao congelador. Após congelado retirei das forminhas e distribui em saquinhos, identifiquei com data e nome das verduras e retornei ao congelador.
Segundo a minha nutriocionista, essa papinha congelada pode ficar até 30 dias em uso.
Ótimo para mães que como eu não tem muito tempo de cozinhar todos os dias.

COMO DESCONGELAR: Em banho maria ou microondas.

ALGUMAS OBSERVAÇÕES:
 Após descongelar uma papinha, nunca retornar a mesma para o congelador.
Não congelar batata pois oxida muito rápido

 Não congelar iorgute, ovos cozidos ou cru, maionese, cremes ou molho branco.
É isso mamães…espero que tenham gostado…e o bom que congeladas o sabor não altera quando oferecemos ao bebê.

Alimentos para começar:

  • Para as primeiras papinhas, sugere-se escolher legumes mais adocicados, como cenoura, abóbora e batata doce. A chance do bebê aceitar mais fácil é maior.
  • Para as primeiras frutas, sugere-se banana, pera, mamãe e abacate.

Alimentos para evitar:

  • O mel é um alimento desaconselhado até a criança atingir um ano de idade, por risco de botulismo.
  • O ovo é um alimento potencialmente alergênico, por esse motivo, ele só pode ser oferecido depois que a criança tiver seis meses de idade, e apenas um quarto da gema (nada de clara por enquanto). Aos poucos, a quantidade de gema irá aumentando, até que, por volta de oito ou nove meses, acontecerá também a introdução da clara.
  • Ao introduzir alimentos ácidos, como tomate, fique atenta para ver se eles não estão causando assaduras.

Como temperar

  • O ideal é oferecer papinha com pouquíssimo ou nenhum sal até a criança atingir um ano de vida.
  • Para temperá-la, indica-se refogar um pouco de cebola picada em algumas gotas de óleo de canola (o mais indicado para bebês).
  • No caso de se usar azeite de oliva extravirgem, ele deve ser acrescentado o final, com a papinha já morna ou fria, para evitar que o seu aquecimento faça com que ele perca as suas propriedades nutricionais.
  • Ervas aromáticas indicadas são: salsinha, cebolinha, sálvia, tomilho e outras com sabor suave.

Dicas de segurança e higiene

  • Nenhum alimento que o bebê já tenha começado a comer, ou seja, que tenha tido contato com a sua saliva, pode ser reaproveitado. Se ele não quiser comer tudo, descarte e ofereça um novo alimento na próxima refeição.
  • A papinha do bebê deve ser feita com água filtrada e os legumes devem ser lavados e descascados.
  • Ao preparar a papinha, evite misturar alimetos crus com outros cozidos para não haver contaminação.
  • E lembre-se sempre: quanto maior a quantidade de sabores que apresentados ao bebê, maiores serão as chances de ele gostar desses alimentos no futuro.

Mamães, agradeço a atenção de todas ! Espero que tenham gostado das dicas!

By Mânia Silva

Um comentário em “Introdução Alimentar”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s